] domingo, novembro 02, 2008
 
a humanidade sempre me racha a cara (parte 20,591)

comprar roupa pra colocar no cachorro quando tá um frio... do cão, tudo bem. encher a casa de brinquedos pro cachorro, beleza, porque cachorro adora mesmo morder, afofar e até dormir com objetos. mas fazer casa de cachorro como se o cachorro fosse rei, comprar móveis pro cachorro (gaveteiros, cama como as humanas, só que em tamanho especial, e outras coisas), que é agora a nova moda (leia-se, a nova maneira que "designers" arrumaram de tirar uns trocos), é coisa de narcisista.

porque tratar cachorro como humano não é sinal de amor. não é, sequer, sinal de respeito aos animais. pelo contrário. é desrespeito às diferenças e, mais que isso, prova de que se tem um cachorro apenas pra satisfazer fantasias suas (fantasias doentias). é a síndrome da mãe de miss, mas pra pessoas que simplesmente não tem saco, culhão, vontade, vocação ou idade pra ter filhos. ou que já tiveram filhos e eles sairam de casa.

tratar o cachorro com carinho, dignidade e solidariedade não inclui perfumes (os cachorros odeiam, já que são extremamente sensíveis aos cheiros), roupas caras (o cachorro está pouco se lixando se aquela roupa tem marca. em vez disso, seja um ser humano digno e invista esse dinheiro em várias peças de boa qualidade mas baratas e DÊ TUDO PRA UMA INSTITUIÇÃO DE CARIDADE!) e, principalmente, pinturas estrambólicas (pro cachorro ficar azul tu expõe o animal a uma química que, é provável, vai causar algum tipo de dano ao organismo dele), unhas feitas em salão de beleza e, claro, a clássica tosa estúpida (comumente vista nos poodles).

se cachorro fosse feliz por conta do número de porcarias que as dondocas e pessoas imbecis em geral costumam fazer com eles ou dar pra eles, não existiria um mendigo na rua sendo acompanhado por um cão. o que acontece, na verdade, é o contrário, pode ver: muitos mendigos adotam cachorro (ou mais, o que é bem comum). tratam deles com a dignidade que, às vezes tendo perdido como ser humano, acreditam que deva ser dispensada a qualquer ser vivo.

dá vontade de criar um movimento pela proibição de cachorros nas mãos de madame. madame, leia-se, pode ser homem, mulher, rico(a) ou pobre. porque a pobreza pode ser uma coisa concreta, mas é ainda mais nefasta quando é de espírito, porque não só atinge quem sofre dela, mas quem não tem nada a ver com a coisa.

[ Penkala ] 20:21 ] 0 comentários

 
eu uso óculos




CLICA QUE VAI:
www.flickr.com
Penkala's eu, casa & coisas photoset Penkala's eu, casa & coisas photoset

BLACK BIRD SINGING:

Get Firefox!








Powered by Blogger


RSS