] terça-feira, dezembro 23, 2008
 


QUEIME DEPOIS DE LER não tem muito do último filme dos Coen, ONDE OS FRACOS NÃO TÊM VEZ (Oscar), a não ser pelos inteligentes e incríveis diálogos de sempre. o cartaz acima, original (além de ser uma obra prima, muito lembrando o de VERTIGO / UM CORPO QUE CAI), tem um detalhe que faz toda a diferença pra completar a idéia sobre esse filme que é de um humor negro ácido e incisivo: "Inteligência é relativa". além do roteiro sensacional, e da simplicidade de sempre, os Coen me ganharam tirando atuações magníficas de atores já totalmente respeitáveis. eles conseguiram, inclusive, trazer o Brad Pitt de Johnny Suede de volta do mundo dos mortos. o resultado é um personagem hilário. que deixa Pitt horrível e chinelão. Frances McDormand, figurinha icônica do já clássico FARGO (1996), primeiro sucesso dos irmãos Coen, está perfeita num papel que complementa o de Brad Pitt.


quem diz que esse paspalho é um dos homens mais bonitos do mundo?

impossível escolher uma seqüência melhor no filme, mas essa, em que o personagem de Pitt liga pro ex-agende da CIA, chantageando o homem, é hilária.

QUEIME DEPOIS DE LER está ainda no cinema (pelo menos em PoA). não sei se por muito tempo, mas pelo menos não disputando a programação com muitos outros títulos especiais de Natal. numa época que, pros cinéfilos, é de tristeza, porque os cinemas ficam podres com tantas opções estúpidas, ver QUEIME DEPOIS DE LER numa segunda-feira de tarde (com o marido e outras 5 pessoas na sala, no Cinemark), não tem preço!


[ Penkala ] 19:37 ] 1 comentários

 
eu uso óculos




CLICA QUE VAI:
www.flickr.com
Penkala's eu, casa & coisas photoset Penkala's eu, casa & coisas photoset

BLACK BIRD SINGING:

Get Firefox!








Powered by Blogger


RSS