] quarta-feira, janeiro 07, 2009
 
a abobadinha da dieta

o legal de começar uma dieta punk é que tu acaba tendo ainda mais coisas pra pensar. mais do que aquelas de sempre. uma delas é que certos produtos light tem praticamente a mesma carga calórica que alguns não lights. outros são light, mas não compensam pela quantidade abissal de sódio que têm. e que tem sabores light mais light que outros. tipo eu bem doida hoje de manhã contando calorias e descobri que o iogurte de uva light da piá é mais light que o mesmo, só que de morango. e que se eu me entupir de fatias de melão fresquinhas, limpinhas, livres de aditivos (tem gente que coloca açúcar no melão, mas eu não, eu coloco pimenta mesmo), mesmo assim vou consumir muitas calorias. o que é uma bosta, porque eu adoro frutas. melão, principalmente. mas é a coisa mais absurda esse negócio de contar calorias. funciona, mas é idiotizante. tem uma hora que tudo tu avalia no nível do "isso tem tantas calorias". se tirar o prazer de comer é uma tática, tá dando certo.

não que esteja sendo obrigada. estou nessa de contagem de calorias por minha conta. porque foi a única coisa que funcionou. assim, em números, meu eu cartesiano se dá melhor. as coisas nos seus lugares, as coisas nas suas horas.

mas aí vem a bosta do fato de a batata cozida (que eu adoooooro) ser bem pouco menos calórica que a frita (que gosto bem, mas bem menos). veja: a pessoa gosta de batata cozida, o que é uma coisa linda num mundo de viciados em fritas. a pessoa se dispõe a comer cozida mesmo, que é uma coisa que muita gente acha que é comida de hospital. e a porra das calorias são quase as mesmas duma batata frita! apaputa, né?

mas o mais bizarro de tudo é que, parece mentira mas, não comer tanto açúcar ou carboidrato realmente dá energia pra pessoa (eu já li um livro chamado sugar blues, faz muito tempo). ou eu fiquei retardada mesmo. porque hoje voltei do dentista (dentista cedão) e - se bem que pode ser o coisinho que a mulher me botou nos dentes depois de limpar... um pozinho de gosto terrível que ela espalhou pelos meus dentes e motivo pelo qual tive que fechar os olhos... vai que essa merda tem efeito-anfetamínico e a pessoa fica doida da piorra e sai alegrinha e polianna, super contentinha da vida?! - e já ia no veterinário com o marido (o THX chega amanhã, precisamos dum fone de vet na manga), mas antes fomos no super, e compramos tudo o que tinha que ser comprado - incluindo iogurtes bem mais baratos e com bem menos calorias que os que eu tava tomando - e aí a gente voltou e foi na locadora, e tava fechada, e voltamos (tudo isso caminhando, que não temos carro e, pelo que tão reclamando do IPVA, não vamos ter tão cedo), e depois fomos almoçar e eis que, com a barriga cheia de almoço saudável (muita alface e melão), a pessoa decide ir da PUC até a perimetral caminhando. no sol. às 13h. pra depois ainda ir à madereira orçar madeira pra estante e ter que caminhar umas boas 5 quadras. no sol. 5 ou mais, eu acho. umas 6, talvez. e depois voltar tudo. e depois ir na veterinária e ir caminhando até em casa.

retardei. fiquei abobada.

só pode, né?

decidir ir caminhando? nesse sol? pela Ipiranga, com aquele sol que reflete de baixo porque o chão é clarinho? com o maldito calor de PoA? ir caminhando e voltar caminhando de todos os lugares?

abobei mesmo.

[ Penkala ] 16:31 ] 3 comentários

 
eu uso óculos




CLICA QUE VAI:
www.flickr.com
Penkala's eu, casa & coisas photoset Penkala's eu, casa & coisas photoset

BLACK BIRD SINGING:

Get Firefox!








Powered by Blogger


RSS