] sexta-feira, junho 12, 2009
 
eyes wide open

um dia eu sonhei com um acidente. foi a primeira vez que aconteceu DESSE JEITO. minha capacidade de percepção extra-sensorial sempre foi dos infernos, mas era uma coisa "no ar". e um dia eu sonhei com um acidente. e ele aconteceu. exatamente como eu sonhei. foi a primeira vez na vida que senti muito medo das coisas que eu tinha na cabeça.

desse dia em diante eu sempre ignorei as coisas que eu sentia ou percebia ou as premonições que eu tinha. e elas sempre eram esfregadas na minha cara quando aconteciam e eu tomava pau.

com o tempo, fui aprendendo que certas coisas acontecem comigo de forma bizarra e me mostram as coisas. é um stress, porque cada porra de coisa que eu sonho que tenha ALGUM SENTIDO me faz ter medo que aconteça. por isso meus sonhos são sempre tão surreais. do contrário, eu enlouqueceria. o problema é que existem coisas que eu não enxergo. elas podem ser ruins ou boas, mas eu sempre tenho dúvida sobre elas. (digamos assim que eu seria bilhardária se sentisse e visse tudo)

e aí, de uns anos pra cá, eu tenho tido pressentimentos, premonições, sonhos, sensações, intuições fodásticas. do tipo que me dá uma coisa, eu sinto alguma coisa, e alguma força estranha me leva a fazer determinada coisa que vai me fazer ver algo concretamente.

se eu tenho um pressentimento sobre algo, é fatal. mas se não tá no nível do pressentimento, é mais uma dessas coisas que me fogem...

faz três dias que estou tendo sonhos estranhos. nada trágico, mas uma estranha sensação me acompanha nesses sonhos. a cada dia o sonho me mostra uma coisa a mais. durmo extremamente incomodada, quando consigo dormir. e quando acordo, é sempre com uma sensação estranha. aí eu acordo finalmente hoje de um sonho ruim. não ruim trágico, mas ruim. o tipo de sonho ruim onde sou onipresente, enxergo coisas como se fosse uma mosquinha, mas eu não faço parte da coisa em si. e sinto uma dor no peito, uma angústia. acordei suando frio. tremia, não tinha força nem pra ficar em pé.

nada do que estava no sonho eu poderia saber. aliás, eu jamais supus. mas a confirmação daquilo que eu jamais supunha se fez. e eu finalmente tive a confirmação de que eu vejo coisas. não todas, mas as principais. e isso me assusta. porque as coisas que eu quero ver, eu não vejo. mas certas coisas nunca passam batido. se eu trocaria isso por nunca saber de nada?

sim.

saber de tudo e não ter poder nenhum sobre nada é uma das coisas mais estressantes do mundo. fora que minha paciência inexiste, e eu saber do que vai acontecer ou está acontecendo me faz ficar constantemente angustiada.

é exaustivo.

[ Penkala ] 00:51 ] 4 comentários

 
eu uso óculos




CLICA QUE VAI:
www.flickr.com
Penkala's eu, casa & coisas photoset Penkala's eu, casa & coisas photoset

BLACK BIRD SINGING:

Get Firefox!








Powered by Blogger


RSS