] quinta-feira, agosto 13, 2009
 
e eu que pensei que jamais viveria a cena patética de dar de cara no varal de novo. varal as in corda esticada onde tu pendura roupas molhadas pra elas ficarem secas depois de algum tempo. morando em apartamento, o varal não fica mais como antes, e aí minha testa (ou pescoço) não se beneficiam das maravilhas do astigmatismo (não enxergar a que distância está a corda). a não ser que eu despenque da janela, mas eu não sou tão estúpida.

qual não foi minha surpresa quando, logo onde?!, no tatame o prof. de boxe esticou uma corda (branca, ainda!) e nos mandou treinar esquiva. (depois de um tempo, quem entra na sala acha que o pessoal tá dançando alguma derivação de thriller. eu sendo a única mulher do treino hoje, fica bem bonito pra mim ficar balançando ombros e tronco no meio da sala. segurando pesos, ainda!)

a esquiva no varal. preciso dizer que é absolutamente necessário enxergar a corda num momento como este?

e eu tou faz horas pra ir ao oftalmo, e não vou por sempre esquecer de marcar a consulta. isso significa que o astigmatismo aqui tá no auge do seu poder. o óculos apenas me impede de cair em todas as descidas de calçada (ou subidas) ou de ler legendas triplicadas (agora elas ficam apenas duplicadas \o/)

mas e aí que eu consegui decorar mecanicamente onde ficava a corda e fui bem na esquiva, sem passar (muita (cóf!)) vergonha. só que eu esqueci que a corda ficaria ali pra outro pugilista to be* e quando voltei pro treino na pera o que aconteceu?

imaginem, riam, debochem bem da minha cara. dei de testa no troço. mas fingi tão bem que eles acharam que meus movimentos bruscos estavam friamente calculados e eu estava dando uma esquivadinha básica. numa aula com maioria masculina, uma mocinha precisa saber se defender, né? do ridículo, pelo menos.

e aí eu penso comigo mesma: que mundo maravilhoso! e eu penso comigo mesma... que mundo... maravilhoso. ow, yeah!

adendo: nos dias de maior frio, o tatame fica estranhamente vazio. 5 na sala de aula tops (é bom porque ninguém chicoteia nenhum colega com a corda). mas aí chega os meses de frio ameno (pré-verão), e a aula começa a encher. e eu ouvi rumores de que a mulherada está querendo cair no boxe direto, pra poder ficar toda toda pro verão (virou moda... deve ter saído em alguma revista). olha, eu juro, hein? eu juro que se chegar uma penélope charmosa eu dou piti. (mas nem vou precisar. só vou apresentar as moças pro maravilhoso mundo do chulé de mão. o que me faz me dar conta de que na aula seguinte elas vão chegar com suas luvas cor-de-rosa e atadurinhas fófis da hello kitty. eew. não sou nem um pouco caminhoneira, e nem teria razão pra isso, mas uma coisa é uma coisa, outra coisa é outra coisa. tenha respeito, né?)

adendo 2: eu acho muito lindo esse negócio de usar óculos e lutar boxe. porque no meio do vamo-vê, sua-se, transpira-se, inspira-se e expira-se de modo violento e um calor imenso emana do corpo da pessoa, especialmente da cabeça. o óculos embaça, sabe? aí tu tira o óculos e limpa como, com as luvinhas delicadas? ou comé que tu arruma o óculos quando ele tá na ponta do nariz? e tem o nariz que coça, mas disso o óculos não tem culpa. (eu já aprendi a fazer movimentos de pinça com as luvas. aprenda você também. é divertido. e necessário, quando se precisa afivelar os pulsos das luvas sozinho - nem sempre existe um Mickey pra fazer isso pra gente). por isso neguinho manda a pessoa aqui tirar os óculos pro treino afú (leia-se: contra gente). esses dias fiquei tontinha. super.


[ * ] na verdade, não outro, porque não pretendo ser uma pugilista. apesar de que pugilista é aquele que luta usando os punhos. não necessariamente quer dizer que lute contra uma criatura. então ok, eu pratico o pugilismo pacífico, pronto.

[ Penkala ] 22:07 ] 0 comentários

 
eu uso óculos




CLICA QUE VAI:
www.flickr.com
Penkala's eu, casa & coisas photoset Penkala's eu, casa & coisas photoset

BLACK BIRD SINGING:

Get Firefox!








Powered by Blogger


RSS