] quarta-feira, novembro 11, 2009
 
as existências possuem razões, os universos possuem centros, os eus possuem tudos... é da natureza das razões legitimar as existências, e da índole dos universos girar em torno dos centros e estatutário, pros tudos, que o sejam pros eus. é da normalidade das laranjas ser duas metades, e dos pés cansados jamais andar sem seus chinelos velhos. é da vida dos plugs enfiar-se em tomadas, e da lógica de César possuir aquilo que lhe pertence. é à ti que deve ser dada a parte nesse latifúndio. pertencer é ser pertencido, e não existe maneira de sair disso. à mim cabe desejar, à mim cabe cumprir, à mim cabe precisar, à mim cabe suprir.
ao escravo, a dominatrix. ao que quer sofrer, o que quer machucar. ao diabo a oficina, à mim uma sina. não vivo sem metade da alma, nem sem metade da cara. não vivo sem meus pedaços. eu sou inteira, e à mim o que é meu de direito. e as palavras me encharcam de todas as chuvas, e dos respingos das poças que os carros ignoram. apenas algumas ultrapassam a pele impermeável. não é preciso pedir, porque já está cheio o copo quando dele preciso. não é preciso ensinar porque já é dada a lição de cor e salteado quando a tomo com uma régua na mão. não é preciso esperar porque o que me cabe já está dentro de mim.
os nós dos dedos se combinam em uma alternada dobradura de engrenagens, e o calor pro frio é certeiro, e a coberta pra tremedeira é certa, o tamanho do prato pra fome, a largura das costas pro abraço. as palavras me cabem, as jogadas funcionam. tenho um vazio infinito só possível de ser preenchido por um tudo imensurável. há o centro que cabe no universo, as razões das existências. não é preciso determinar, as coisas simplesmente existem umas pras outras. quantas voltas uma tampa precisa dar pra fechar um vidro? tantas quantas as roscas pedirem. as razões, as existências, as laranjas, Césares e latifúndios. eu. uma palavra que provoca inundamentos, um poder que acorda aquilo que sempre dormiu... uma ação pra cada reação. o que me cabe está dentro de alguém. o que me cabe está dentro de mim. o que me cabe está aí dentro.

[ Penkala ] 03:09 ] 2 comentários

 
eu uso óculos




CLICA QUE VAI:
www.flickr.com
Penkala's eu, casa & coisas photoset Penkala's eu, casa & coisas photoset

BLACK BIRD SINGING:

Get Firefox!








Powered by Blogger


RSS