] segunda-feira, novembro 09, 2009
 
eu estava aqui pensando com meus botões (que não são tantos. na real, só um, porque é o da calça) nessa coisinha que eu tenho aqui e que eu sei que tem dono e que eu tenho vaga idéia de pra quem oferecer mas que talvez não interesse. é um coração bem mole, um coração bem duro, um coração se esvaindo em sonhinhos bem bobos. dá um trabalho do caralho pegar ele daqui de dentro e fazer ele parar de se comportar feito um bárbaro, batendo e se debatendo e esperneando, e oferecer assim pianinho, pra ninguém se assustar.
eu penso nessa coisinha que eu guardo com uma luva de boxe na frente pra que não vandalizem e me desce uma lágrima pela ponta do nariz. porque eu sei que em vez dessa coisinha tão vermelha, eu poderia jogar sujo oferecendo outra coisa. algo menos bárbaro, mais comum, mais superficial e por isso tão fácil de aceitar. não precisaria usar de toda a minha força descomunal. e nem de minha resistência absurda. e nem precisaria de muita tentativa. bastava que eu decidisse.
e eu decido. decido não magoar, nem manipular, e nem vencer pelos talentos pelos quais não quero ser reconhecida. decido encarar uma guerra com o coração puro. eu posso perder, eu sei. devo estar perdendo neste momento, enquanto escrevo estas palavras bobas. mas saio pra luta com escudo, não com a espada. uma adaga na mão, talvez, que fatie o peito de quem quiser me machucar. uma adaga só. porque os territórios eu quero conquistar. o graal eu quero pegar com as minhas mãos. isso é romântico, eu sei. só queria dizer que eu sei, viu?, eu sei bem como derrubar essas bandeiras aí fincadas e cravar as minhas. eu sei como estabelecer meu reino. eu sei como devastar, arrasar essa terra aí e povoar ela toda com os meus. mas não vou fazer isso. porque tem territórios importantes demais pra isso.
e eu fico pensando com meus botões. ou meu botão. fico pensando que eu me nego a usar de todos os meus láudanos pra curar isso que eu considero um erro de percurso. porque eu prefiro usar meus ópios por muito mais tempo.

chega.

tou falando besteira já.

"láudanos" e "ópios" e "botões", "adagas" e "escudos"...

em bom português castiço: eu bem podia. e bem conseguiria. mas não jogo sujo, não. não mais do que já estou jogando...

o que é uma merda, considerando a ansiedade...

[ Penkala ] 16:48 ] 0 comentários

 
eu uso óculos




CLICA QUE VAI:
www.flickr.com
Penkala's eu, casa & coisas photoset Penkala's eu, casa & coisas photoset

BLACK BIRD SINGING:

Get Firefox!








Powered by Blogger


RSS