] sexta-feira, dezembro 11, 2009
 
recebeu três palavrinhas numa noite, no meio de tantas noites sem palavrinhas, e a taquicardia.
guardou as palavrinhas na memória, que acessava cada vez que o coração voltava a palpitar.
três palavrinhas tão mundanas. o sorriso aberto sozinha sentada na cama. três palavrinhas tão bissextas e o rosto vermelho.
pode não ser nada, pensou arrebatada.
mas pode ser tudo, reconsiderou.
nunca responde, nunca nunca nunca. mas três palavrinhas, tão simples, no início da madrugada. e a taquicardia que durou dois dias. três palavrinhas, 1h13 da manhã. e a taquicardia.
pode não ser nada, pensou.

pode ser tudo. e dormiu.

[ Penkala ] 16:54 ] 0 comentários

 
eu uso óculos




CLICA QUE VAI:
www.flickr.com
Penkala's eu, casa & coisas photoset Penkala's eu, casa & coisas photoset

BLACK BIRD SINGING:

Get Firefox!








Powered by Blogger


RSS