] quarta-feira, janeiro 06, 2010
 
aí eu vi esse filme do John Cusack colocando uma música numa fita k7 pra menina escutar. e ele fica de sobretudo, com o aparelho de som levantado lá em cima... ridículo. ridículo mesmo. e, puta merda, eu sou essa pessoa ridícula. eu sei, Shakespeare, que tá tudo ao contrário. eu é que devia ser a guriazinha, tal. mas meo, a vida não é filme, não! e nem literatura!

se eu queria? queria, né? que Jorge chegasse no cavalo branco e tal, em vez de eu ir lá bater na casa do Jorge e perguntar: aí, vamo levá os cachorro pra passeá? porque eu sou um dragãozinho (um amigo meu me chama de monstrinho. é um grosso, mas tá tapado de razão), sabe? fica meio engraçado eu esperando o Jorge chegar no cavalo, mas eu queria. porque ao que tudo indica tem mesmo a mocinha (nos contos de fadas se chama princesa. mas princesa é cafona que dói!) dentro da minha barriga esperando o cara salvar, tal e coisa...

e o ridículo nunca acaba. o ridículo das pessoas que choram detrás de uma porta fechada, e que soltam no mar uma garrafinha vazia de amostra grátis de whisky com um bilhete dentro pra ver se ela volta com uma resposta, sei lá. e fazem o John Cusack, mas hoje em dia tem Blip.fm pra que, né?, John? que esperam pelo piscar de um retângulo azul, ou pelo mail na caixa de entrada. esperam por aquilo que pode ser a rejeição ou a surpresa. esperam uma chance de poder dizer as coisas cara a cara...

o quão ridículas podem ser as pessoas que ficam lendo frases simples, relendo históricos, e depositam nisso alguns minutos de taquicardia? e que sentem vergonha de serem ridículas, medo se serem stalkers, vontade de olhar no olho e dizer, sem arrobas na frente, sem DMs ou sem dois cliques no nome de usuário...

o quão ridículas podem ser as pessoas que abrem a jaqueta e colocam o coração na mesa mesmo quando os outros tão colocando moedas, fichas verdes, sei lá...? essas pessoas não têm noção, não?

ridículas até o ponto da náusea. eu sei. eu sou essa idiota. e ainda não aprendi é que é o John Cusack que toca a musiquinha em frente à casa da guria, não o contrário. é insano, eu sei. mas... azar... ridículo por ridículo, o John Cusack vira ator de filme catástrofe. se ele tivesse escolhido continuar ridículo lá com o aparelho de som, fazendo loucura na frente da casa da mocinha... (ok, ele não ficaria muito rico fazendo filme blockbuster, mas também teria uma mulher que iria acordar ele, né?)...

é, eu assumo. não que eu seja emo. mas eu assumo: sou ridícula e estou esperando alguém chegar com o aparelho de som, ou com o cavalo e a espada, ou sei lá...

[ Penkala ] 00:45 ] 0 comentários

 
eu uso óculos




CLICA QUE VAI:
www.flickr.com
Penkala's eu, casa & coisas photoset Penkala's eu, casa & coisas photoset

BLACK BIRD SINGING:

Get Firefox!








Powered by Blogger


RSS